Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

BEM VINDOS!

É imensa satisfação receber sua visita a este blog. Meu desejo é que os artigos postado possam edificar, consolar sua vida. Caso algum artigo lhe seja útil e queira usar fique a vontade para isso, pois tudo é feito para Honra e Glória do Senhor Jesus Cristo. Um pedido quero fazer, se você foi edificado, consolado indique este blog ao seu círculo de relacionamento. Minha oração ao Pai do Senhor Jesus Cristo é que Ele lhe abençoe imensamente, com todo sorte de Bençãos espirituais nos lugares celestiais.

Para Meditar

Em seu Emaill!

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

TRANSLATE

Pesquisar este blog

31 de dez de 2010

Retrato do Estilo de Vida Espiritual



No viver cristão muitas vezes somos assaltados com o pensamento de ”como está a minha vida espiritual”? Esta inquietação fica por um tempo de logo após uma atitude digna de um cristão ameniza essa mesma inquietação. Foi num destes momentos que veio a minha mente um desejo de podermos retratar visualmente a partir de um exame de consciência verdadeiro em que situação estaria a minha vida espiritual. Lembrei-me de um questionário sobre saúde que respondi para saber como estaria minha saúde. Parindo daquele questionário utilizei a estrela de Davi como um visual da vida espiritual abrangendo seis itens que penso ser de grande importância para nossa vida espiritual, os quais são: Leitura da Palavra de Deus; Oração e Jejum; Testemunho; Comunhão; Serviço; Congregar (participar de cultos, reuniões). Apliquei este ”Retrato de Estilo de Vida Espiritual” com a igreja da qual sou pastor e vimos como saber isso nos ajuda a crescermos em nossa vida espiritual. Estou publicando e liberando o Download para todos os que desejarem aplicar em suas congregações e divulgarem aos circulo de suas amizades. Espero que este Retrato seja útil para o crescimento espiritual daqueles que o realizarem.
O Download estará disponível em meu blog: http://renovandooentedimento.blogspot.com

4 de dez de 2010

SOBRE A VIOLÊNCIA

Nos últimos dias a mídia fez uma grande cobertura sobre a conquista das favelas no Rio de Janeiro e, isto trouxe animo aos corações desesperançados que talvez uma paz possa vir a existir. A Paz é o grande anseio do mundo, e de todas as pessoas. Todos buscam a Paz que evidencia uma tranqüilidade, harmonia e um grande descanso para a humanidade. Quero brevemente fazer uma analise sobre a violência, usado para tanto a Palavra de Deus que nos mostra a origem da humanidade na pessoa de Adão e Eva ao qual Deus criou o Jardim do Éden para que eles ali vivessem e povoassem a terra, na qual havia uma Paz incrível a qual não podemos compreender hoje. Tal Paz e Harmonia foi quebrada com o aparecimento de uma figura que até então não havia sido vista, mas, Deus deixou um forte indício de seu surgimento e caberia ao homem criado guardar o Jardim que Deus o havia presenteado ao pais da humanidade, seguido de uma clara ordem de não comer a árvore do fruto do conhecimento do bem e do mal. Num dado momento surge diz o texto bíblico a serpente e inicia uma conversa com Eva, que findo a tal conversa a serpente a convence a comer do fruto da árvore do conhecimento do bem e do mal e essa dá ao seu marido que come com ela, e, neste ato temos a primeira violência ao ambiente maravilhoso, harmonioso que Deus tinha criado. Essa violência foi trazida por satanás através da serpente e o homem a aceita e torna-se aquele que violenta o Jardim do Éden, por isso foi expulso do Jardim, ele e sua mulher e para que o homem não ficasse irremediavelmente perdido Deus sela o Jardim para que o homem não comesse da árvore da vida. A partir desse primeiro ato de violência o homem fica marcado em seu DNA o fruto do conhecimento do bem e do mal. Após serem expulsos do Jardim eles geram dois filhos (que expressam a natureza do fruto adquirido de Satanás) Caim e Abel, a violência que foi primeiramente introduzida na natureza, agora através de Caim vai ser evidente na natureza humana. Caim então por inveja e ciúmes de seu irmão, mata-o. Se continuarmos a história veremos a violência em todas as épocas na vida dos homens. A violência choca-nos, mas, ela está bem mais próxima de nós do que pensamos, ela está dentro de nós. Quem já não desejou a morte de alguém, ou até já não pronunciou as palavras “vou te matar”, é claro que muitos de nós que já dissemos isso nada fizemos de concreto neste aspecto. O desejo e a intenção evidenciam a existência da violência em nosso DNA. Isto faz parte do noticiário de nossos jornais. O transito, as festas e em quase todos os aglomerados de pessoas acontecem atos de violência. A vinda do Filho de Deus ao mundo em forma humana tem uma mensagem clara à restauração do homem a comunhão com Deus. A inimizade entre a humanidade e Deus é a grande fonte de violência, foi por isto que Cristo morreu na Cruz para nos levar de volta a amizade de Deus e por fim sermos seus filhos pela adoção em Cristo e podermos viver nesta terra em Paz e Harmonia uns com os outros. Nisto fica evidente que a verdadeira Paz deve se iniciar primeiro em nossos corações, ou seja, cada pessoa neste mundo necessariamente precisa restaurar sua amizade com Deus através de Jesus e assim se tornar um pacificador dentro da comunidade humana. Se cada um de nós restaurarmos a nossa amizade com Deus certamente teremos uma sociedade muito melhor. Teremos pessoas melhores, convivendo melhor. Teremos lares restaurados, lares onde reina a Paz e Harmonia, coisa em falta hoje em dia. Por isso muito mais que somente recuperar as áreas que eram dos bandidos do tráfego, precisa-se tomar o coração dos homens que tem se tornado uma área de comando de Satanás que injeta a violência na humanidade. Você que está lendo esta crônica se ainda não tem seu coração entregue a Deus através de Jesus, digo que faças isso o mais breve possível para que possas receber a vida eterna e se tornar verdadeiramente um filho de Deus e possa ser um pacificador levando a mensagem de Jesus Cristo àqueles que estão em aflições e necessidades.

9 de nov de 2010

O DEUS DESSE SÉCULO NÃO QUER CAIR

O Deus desse século não quer cair e busca a todo custo se manter de pé. Cada vez mais podemos ver isso acontecer, pois ele usa as consideradas mentes brilhantes dos cientistas e estudiosos inclusive de alguns teólogos para fomentar um descrétido no Deus único e verdadeiro. Na edição 284 da revista Super Interessante de novembro foi publicada uma matéria intitulada “DEUS uma biografia” que numa interpretação ficcionista, tentam desacreditar JAVÉ taxando-o de usurpador. Assim como Satanás no deserto tentou Jesus usando a Palavra de Deus, da mesma forma tentam assim levantar pelo menos uma dúvida no coração daqueles que lêem essa matéria. Podemos ver assim que a tática que o inimigo das almas utiliza são os mesmos e em nada é criativo, pois ele só conhece as coisas dos homens. Enganam-se os que se associam a Satanás com suas idéias de usurpação. O grande usurpador nessa história desde o início é satanás, lá no jardim do Éden ele usurpou a posição do homem como governante desta terra, através do engano, usando Eva como uma ponte de entrada desse engano. “Ora, o homem natural não compreende as coisas do Espírito de Deus, porque lhe parecem loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente”. I Corintios 2:14, mostra claramente porque as consideradas mentes brilhantes não conseguem entender os desígnios de Deus, porque esses mesmos desígnios para eles são loucura. Esses tentam compreender ou explicar coisas espirituais que somente podem ser entendidas espiritualmente com suas mentes contaminadas pelo pecado, sendo assim influenciadas pela mente de satanás que detém o controle de seus escravos. A Bíblia afirma claramente e isso qualquer pessoa pode compreender que aqueles que não teem suas vidas entregues a Cristo ou que não tenham recebido como Senhor e Salvador estão debaixo do jugo ou controle de satanás conforme Evangelho de João 1:11,12 –“ Veio para o que era seu, e os seus não o receberam. Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, aos que crêem no seu nome”. Outra coisa que essas mentes não querem aceitar é que a Bíblia que é a Palavra de Deus é única em nenhuma outra “religião” encontramos um livro santo como este. Foi escrito por mais de quarenta escritores e em nada se contradiz e que um autor completa o outro e todos anunciam e deixam pistas que se completam sobre o grande assunto desse livro que é o Messias o Salvador da Humanidade – Jesus Cristo. Em II Timóteo 3:16 – “Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redargüir, para corrigir, para instruir em justiça” negligenciar as Escrituras é negligenciar Deus. Ao final da matéria fica claro que apesar de uma tentativa de desacreditar Deus o autor continua em seu estado de perdido e com as mesmas indagações que todos os que não conhecem Deus tem. A matéria termina com: Ainda não sabemos por que estamos aqui. E a única certeza é que vamos continuar buscando respostas. Seja o que Deus quiser.” A resposta a essa pergunta encontra-se na Bíblia, porque ela é como alguém já disse “o nosso manual de instrução” Todas as respostas estão ali. LEI A BÍBLIA.

1 de nov de 2010

CONFISSÃO E FÉ (2)

No primeiro artigo sobre o tema acima escrevi sobre a confissão do que somos em Cristo, pois esta confissão é o espírito da fé e que esta confissão deve estar baseada na Palavra de Deus e em nada mais. Agora que falar sobre fé especificamente. Para iniciar este artigo cito Hebreus 11:1-3 – “Ora, a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que se não vêem.
Porque por ela os antigos alcançaram testemunho. "Pela fé entendemos que os mundos pela palavra de Deus foram criados; de maneira que aquilo que se vê não foi feito do que é aparente
”.
Este texto descreve o que é fé e para que ela serve. No verso 6 do mesmo capítulo deixa claro que somente a fé é a forma correta e bíblica de agradar a Deus “Ora, sem fé é impossível agradar-lhe; porque é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe, e que é galardoador dos que o buscam”. Agora você pode estar se perguntando como é que posso ter fé, como é que vem a fé ou como ela chega a nós?
Romanos 10:17 – “De sorte que a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus”, a única maneira bíblica de a fé chegar ao nosso coração é pelo ouvir e ouvir a Palavra de Deus, não uma palavra qualquer, mas, a Palavra de Deus. A própria Palavra de Deus nos ensina isso por ser ela a autoridade máxima definitiva para as nossas vidas. Como afirma a Escritura Deus escolheu se revelar a nós através de uma linguagem que nos fosse inteligível, ou seja, a linguagem humana. Portanto a Escritura é a revelação Divina soprada por Deus, 2 Timóteo 3:16 – “Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redargüir, para corrigir, para instruir em justiça”. Vale à pena frisarmos que o nosso contato com Deus é nada mais e nada menos que através da Escritura o verso de Romanos 10 afirma isso.
Deus governa a Igreja através da Bíblia. Uma pessoa ama a Deus somente até onde ame a Escritura1. A Bíblia é a Palavra de Deus, que foi soprada ou inspirada por Ele, mais de 40 escritores a escreveram em períodos distantes em que alguns distam um do outro mais de 1000 anos e em nada ela se contradiz, pois a Bíblia é inerrante, infalível e contém uma unidade e por fim ela expressa a autoridade e é autoridade absoluta para nós. Se quisermos crescer em Fé, obrigatoriamente teremos que, estudar, ler e meditar na Palavra de Deus, para nos enchermos dessa Palavra e podermos viver a vida de Fé.

1. Teologia Sistemática por Vincent Cheung.

30 de out de 2010

CONFISSÃO E FÉ (1)

Quando se fala de Fé se tem um claro entendimento de que Fé é crer e que a confissão, declarar ou falar nada tem com Fé. A grande verdade da Bíblia é que a confissão e fé são faces da mesma moeda, conforme o versículo de II Coríntios 4:13 – “Tendo o mesmo espírito da fé, como está escrito: Eu cri; por isso, é que falei. Também nós cremos; por isso, também falamos,...”. Para reforçarmos esta verdade precisamos entender de que forma fomos salvos, segundo Romanos 10:9,10 – “Se, com a tua boca confessares Jesus como Senhor e, em teu coração, creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo. Porque com o coração se crê para a justiça e com a boca se confessa a respeito da salvação” aqui fica muito claro que para sermos salvo a primeira coisa a ser feita é confessar aquilo que cremos ou seja que Jesus é Senhor pela sua ressurreição dentre os mortos. Ora, se a confissão ocupa tal lugar em nossa salvação ela deve ocupar o mesmo lugar em nossa andar de fé. O cristianismo é muitas vezes chamado de nossa confissão (Hebreus 3:1; 4:14). Afinal o que vem a ser essa confissão? Não é a confissão de pecados, é a confissão do nosso lugar em Cristo, de nossos direitos legais, do que o Pai tem feitos por nós em Cristo e do que o Espírito Santo tem feitos em nós através da Palavra e do que ele é capaz de fazer através de nós. É nossa confissão aberta do que somos em Cristo, do que Cristo é em nós. Nossa fé está firmada na nossa confissão. Nós somos aquilo que cremos e confessamos e devemos confessar aquilo que Deus fala que somos, não o que vemos que somos, pois aquele que foi justificado tem se tornado justo e não anda por vista mas por fé ”Porque nele se descobre a justiça de Deus de fé em fé, como está escrito: Mas o justo viverá da fé – Romanos 1:17.

11 de out de 2010

A VIDEIRA E OS RAMOS

João 15:1-5 – “Eu sou a videira verdadeira,e meu Pai é o agricultor. Todo ramo que, estando em mim, não der fruto,ele o corta; e todo o que dá fruto limpa, para que produza mais fruto ainda. Vós já estais limpos pela palavra que vos tenho falado; permanecei em mim, e eu permanecerei em vós. Como não pode o ramo produzir fruto de si mesmo se não permanecer na videira, assim, nem vós o podeis dar, se não permanecerdes em mim. Eu sou a videira, vós, os ramos. Quem permanece em mim, e eu, nele, esse dá muito furto; porque sem mim nada podeis fazer.”
Olhando esse texto com simplicidade podemos observar que a videira verdadeira é o próprio Senhor Jesus, e Deus Pai é o agricultor. Ele Jesus é o tronco e nós somos os ramos,a função clara do ramos é o de dar fruto tanto é que o agricultor vem na videira ver os frutos. Os ramos que estão frutificando ele limpa e os ramos que não estão frutificando ele os , pois os ramos que não frutificam ocupam lugar na videira inutilmente, sendo cortado em seu lugar nasce outro ramos que produzirá frutos. A vontade de Deus para os ramos é que produzam frutos essa é também a função do ramos, ele existe para produzir fruto, se não produz fruto ele é inútil. Após isso, o Senhor Jesus diz os ramos já estão limpos pela palavra que Ele tem falado e mais que os ramos devem permanecer nEle e que Ele permanecerá nos ramos. Essa é uma relação muito importante entre o tronco e os ramos. Na seqüência Ele deixa isso muito claro quando diz: o ramo não pode produzir frutos de si mesmo se não permanecer na videira, pois a vida do ramo está no tronco da árvore por onde flui a vida, e essa vida é que gera o fruto, a vida da videira e não vida do ramo. Se nós como ramos nesta videira tentarmos produzir fruto sem a estarmos ligados ao tronco, por melhores que sejam os frutos como por exemplo: frutos de misericórdias (ajudar os necessitados com alimentos, roupas e outras obras sociais) são frutos carnais feitos com o esforço da carne ou seja são frutos carnais e que não são agradáveis a Deus. Todo fruto que o ramo produz é para Deus Pai que é o agricultor e não para Jesus a videira, o fruto é sempre para outro e nunca para nós mesmos. Aquele que desenvolve esse relacionamento de interdependência com Cristo, dá muito fruto, porque frutos que agradam a Deus só podem ser feitos através da vida de Cristo. Por isto é de máxima importância desenvolver essa interdependência com Cristo.

2 de out de 2010

O NOME no Plano da Salvação


No texto de Mateus 1:21 -23- “Ela dará a luz um filho e lhe porás o nome de Jesus, porque ele salvará o seu povo dos pecados deles. Ora, tudo isso aconteceu para que se cumprisse o que fora dito pelo Senhor por intermédio do profeta: Eis que a virgem conceberá e dará a luz um filho, e ele será chamado pelo nome Emanuel (que quer dizer: Deus conosco).” Aqui temo uma descrição do nome no plano da salvação e sua relação ao crente. Fica evidente que o nome de Jesus está conectado inseparavelmente com a salvação, pois na cultura judaica o nome estava ligado a um acontecimento que influenciaria a vida da pessoa. Jesus é o nome em grego; no hebraico é Messias e em português é Salvador. Por este motivo o nome de Jesus está ligado a salvação, pois foi para isso que Ele nasceu para realizar a obra de Salvação do Mundo, como diz no Evangelho de João capitulo 1 no verso 29 – No dia seguinte, viu João a Jesus, que vinha para ele, e disse: Eis o cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo!  Não outro nome através do qual o pecador possa se aproximar de Deus Pai, senão através do nome de Jesus – Atos 4:12. Este nome também exerce uma relação com o crente não somente na salvação, mas o nome Emanuel está ligado a Cristo vivendo no crente (Colossenses 1:27 – aos quais Deus quis dar a conhecer qual seja a riqueza da glória deste mistério entre os gentios, isto é, Cristo em vós,a esperança da glória;). É através deste nome que recebemos o Dom do Espírito Santo (Atos 2:38). Quando em Atos 2 os discípulos foram cheios do Espírito Santo, neste exato momento o nome Emanuel entra em ação. Nesta ação de ser cheio cumpre-se o que o Senhor Jesus disse: E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador, a fim de que esteja para sempre convosco, o Espírito da verdade, que o mundo não pode receber, porque não no vê, nem o conhece, vós o conheceis, porque ele habita convosco e estará em vós. João 16:14 – Ele me glorificará, porque há de receber do que é meu e vo-lo há de anunciar. Esta é a grande verdade acerca do nome de nosso Senhor Jesus Cristo na nossa Salvação e na nossa relação com Ele.

24 de ago de 2010

CONSCIÊNCIA DE PECADO

Hoje vivemos no meio evangélico como viviam os judeus no Antigo Testamento, pois eles viviam diariamente com um peso que os impedia de viverem livremente a vida que Deus tinha lhes proposto. Um fato muito importante assolava a mente e o coração desse povo neste período. Eles eram assolados pela recordação de pecados e isto era um empecilho para que pudessem livremente obedecer às leis de Deus. Um relato importante sobre este fato está em Hebreus 10:1, 2 – “ Ora, visto que a lei tem sombra dos bens vindouros, não a imagem real das cousas, nunca jamais pode tornar perfeitos os ofertantes, com os mesmos sacrifícios que, ano após ano, perpetuamente, eles oferecem. Doutra sorte, não teriam cessada de ser oferecidos, porquanto os que prestam culto, tendo sido purificados uma vez por todas, não mais geriam consciência de pecados?” Entretanto, nesses sacrifícios faz-se recordação de pecados todos os anos.” Entende-se aqui que a consciência de pedado está no fato de o sacrifício não ser perfeito por isso não podendo aperfeiçoar aqueles que oferecem. Por falta de um entendimento correto da Justificação em Cristo, vivemos nossa vida cristã com recordação de pecados ou seja com uma consciência de pecados como que o sacrifício de Cristo na cruz não nos aperfeiçoasse. No mesmo capítulo de Hebreus nos versos 19-23 – “Tendo, pois, irmãos, intrepidez para entrar no Santo dos Santos, pelo sangue de Jesus, pelo novo e vivo caminho que Ele nos consagrou pelo véu, isto é, pela sua carne, e tendo grande sacerdote sobre a casa de Deus, aproximemo-nos, com sincero coração, em plena certeza de Fé, tendo o coração purificado de má consciência e lavado o corpo com água pura. “Guardemos firme a confissão da esperança, sem vacilar, pois quem fez a promessa é fiel.” Em contraste com os versos iniciais de Hebreus 10 aqui o escritos nos mostra que o sacrifício de Cristo é suficiente para apagar os pecados cometidos, por isso temos intrepidez para entrar na presença de Deus Pai, sem recordação de pecados ou sem consciência de pecados, pois todos os nossos pecados foram perdoados ou apagados com a obra de Cristo na cruz, Ele se ofereceu a si mesmo em nosso lugar, agora em Cristo somos justificados ou feitos justos por Deus pelo sacrifício de seu único Filho. Se nossos pecados foram perdoados ou apagados o que temos para lembra dos velhos feitos? Nada, agora somos em Cristo feitos nova criatura ou nova criação as coisas velhas já passaram tudo se fez novo. Que Deus Pai de nosso Senhor Jesus Cristo possa estar nos iluminando para que a obra justificadora de Cristo possa ser revelado a nós.

13 de ago de 2010

ALGUMAS CONSIDERAÇÕES SOBRE DIVISÃO NO CORPO DE CRISTO

Uma coisa que ultimamente tem me levado a considerar é a divisão no corpo de Cristo, coisa muito combatida pelo apóstolo Paulo.
 Hoje se observa principalmente na internet uma guerra de irmão contra irmão, críticas como Evangelho da Prosperidade, Diante do Trono (grupo de Louvor) e outros. Pensando nisso não estamos como os coríntios? Divididos e cada um brigando ou disputando que seu entendimento é correto e que o entendimento dos outros seja anátema. Não estamos repetindo a história do cristianismo, pois após Martinho Lutero ter a revelação da Salvação pela Graça, apareceu os Anabatista que tiveram a revelação do Batismo por Imersão, não naquele período muitos mortos em nome de Deus e de um se levantar contra heresias, como se o batismo por imersão não fosse uma coisa de Deus. Hoje o batismo por imersão é prática em quase todas as igrejas evangélicas.
Jesus enfrentou esse tipo de coisa quando os apóstolos encontraram alguém que expelia demônios em nome de Jesus e eles o proibiram por não andarem com eles (Lucas 9:49).
O apóstolo Paulo enfrentou algo assim quando os irmãos de Roma fizeram alguns questionamentos sobre o comer, sobre dias especiais, o capítulo 14 de Romanos é uma exortação a tolerância, uma exortação ao julgamento e no verso 12 diz “Assim, pois cada um de nós dará conta de si mesmo a Deus.” Cada um de nós comparecerá perante o tribunal de Cristo, onde receberemos segundo o que tivermos feito, bem ou mal (II Coríntios 5:10).
Assim como Lutero trouxe a salvação pela fé, também veio outras coisas difíceis de  entender. Os Anabatista contribuíram com a visão do batismo por imersão e outras coisas vieram juntas. Ambos se excederam em algumas coisas, e hoje estão aí muitas vezes conformados com esse mundo.
Da mesma forma o Evangelho da Prosperidade apresentou alguma coisa boa, pois Deus em sua Palavra deixa muito claro que Ele quer nos abençoar financeiramente, no Novo Testamento o apóstolo Paulo deixa muito claro que nós somos abençoados com toda sorte de bênçãos nos lugares celestiais em Cristo.  Essa toda sorte entendo que seja qualquer coisa que precisemos, já fomos abençoados, se cremos nisso prosperaremos espiritualmente, mas também financeiramente. É certo que muitos que receberem esse ensino acabaram entrando em excessos, mas esse fato não anula a verdade do ensino.
A história da Igreja atesta isso, só não enxerga quem não quer. Estamos nós vivendo um farisaísmo cristão? Criando grupos e se alguém não fala igual não faz parte de nós. A Palavra de Deus é clara quando diz que: Aquele que recebe a Cristo como seu Salvador e Senhor, torna-se filho de Deus. O Apóstolo João em I João 1:3-4 “o que temos visto e ouvido anunciamos também a vós outros, para que vós, igualmente, mantenhais comunhão conosco. Ora, a nossa comunhão é com o Pai e com seu Filho, Jesus Cristo.” A base de comunhão que o apóstolo João deixa claro é o Pai e seu Filho, Jesus Cristo e não ensinos ou doutrinas. Assim como para mim alguém que não crê no batismo com o Espírito Santo está sem entendimentos, para o que não crê quem está sem entendimento sou eu, mas, tanto eu quando ele temos recebido o Senhor como nosso Salvador e Senhor e fazemos parte da Família de Deus, nós gostemos ou não um do outro, fazer parte da família de Deus é a nossa realidade, precisamos aprender a nos respeitar. Como diz o apóstolo Paulo em Romanos acolher o que é débil na fé, não para discutir opiniões. Neste caso quem é débil na fé? Eu posso pensar que o débil na fé é quem não crê no batismo com o Espírito Santo, assim como o que não crê pensa que o débil na fé seja eu.
Assim entendo que se agirmos deste modo podemos aprender com todos e teremos uma visão mais ampla, já que o entendimento completo da revelação de Deus não está na mão de um ou de uma Igreja, mas Deus em sua grande sabedoria distribuiu no corpo para que aprendêssemos a nos respeitar e aceitar cada membro do corpo, mesmo o que julgamos ser menos decorosos. I Coríntios 12: 12-31 precisa ser revelado por Deus neste tempo presente, pois carecemos muito da revelação do Corpo de Cristo, isto é, a sua Igreja.    

30 de jul de 2010

GARRAFAS PET

Você já ficou sem saber o que fazer com as garrafas de coca-cola, guaraná e ou outro refrigerante? Muitas vezes ficam amontoando em um canto do quintal e acaba se tornando um local para dengue. Quer saber o que fazer, acesse este link. É uma idéia genial. É uma oportunidade para quem tem pouca renda. Quer saber o que é entre aqui e seja a tua curiosidade saciada.

5 de jul de 2010

VEJO OS HOMENS COMO ÁRVORES

Esta forma de ver está em Marcos 8:24, quando o Senhor Jesus Cristo fez uma cura de cegueira. Nesta cura trazem um homem cego para ser curado pelo Senhor, só que nesta ocasião Jesus opera a cura em duas partes. Na primeira, Jesus aplica saliva e pergunta: vês alguma coisa? Ele então responde de vê os homens como árvores. Nesta declaração podemos entender que a sua cegueira não é de nascença e sim que acontece em algum momento da sua vida, pois se fosse cego não teria como identificar os homens como árvores. Outra coisa que podemos ver é que após o Senhor ter posto cuspe em seus olhos ele não declara que está vendo claramente, mas também não pode dizer que é cego, pois vê alguma coisa, sem uma clara identificação. Aqui vamos meditar nisto. Podemos aplicar às nossas vidas esta situação, quando temos um encontro com Jesus e somos iluminados, algum tempo depois a religiosidade nos deixa numa posição em que não vemos claramente, pois nossa visão está embotada por essa religiosidade. Muitos estão nesta condição sabem muito bem as doutrinas da Igreja na mente, mas não as tem por prática, e por isso o evangelho está perdendo através dos diversos maus testemunhos daqueles que se declaram cristãos ou crentes. Vejo por exemplo muitos dos ditos cristãos falando que a Igreja é o corpo de Cristo e não uma construção, logo após chamam o lugar de reunião de Igreja e a tomam para si “a minha Igreja”. Estas coisas mostram o estado de visão turvada pela religiosidade da maioria dos cristãos atuais. Como no caso do cego precisamos de um segundo toque do Senhor Jesus Cristo para podermos ver claramente. Em Apocalipse 3:17, 18 – a religiosidade tomou conta da Igreja em Laodicéia e ela presumiu esta rica e abastada e não precisando de coisa alguma. O Senhor Jesus diz para ela comprar dele ouro refinado pelo fogo para enriquecer e vestiduras e colírio para ungir os olhos para poder ver claramente. Estes objetos falam do segundo toque do Senhor em nós. Precisamos agir como diz em II Pedro 1: 5-8 – através de nossa diligência precisamos associar a nossa fé a virtude, o conhecimento, o domínio próprio, perseverança, piedade, fraternidade, amor, tudo isso em nós não nos deixará infrutíferos e nem inativo no conhecimento do Senhor. Se estas coisas não estiverem em nós, o verso nove diz: que é cego e com visão limitada. Longe de nós o orgulho ou o achar que temos ou somos alguma coisa em nós mesmos como diz em I Coríntios 10:12 “Aquele, pois, que pensa estar em pé veja que não caia.” Necessitamos do segundo toque do Senhor para não termos uma visão deficiente, mas uma visão clara.

10 de jun de 2010

O CAMINHO DO SENHOR

                                                    Êxodo 14: 17-22




Deus poderia ter levado o povo para a terra prometida Canaã pelo caminho dos Filisteus o seria mais apropriado pelo raciocínio humano, só que Deus tem o seu próprio caminho como diz em Isaías 55:8 – “Porque os meus pensamentos não são os vossos pensamentos, nem os vossos caminhos os meus caminhos, diz o Senhor”. Ele diz que o caminho dos Filisteus era um caminho de guerra e essa guerra desanimaria o povo, além disso, Deus não caminho nos caminhos do homem, Ele tem o seu próprio caminho, o caminho de Deus é um caminho cheio de surpresas e de milagres e tem um objetivo claro. Em Deuteronômio 8:2-4 – “Recordar-te ás de todo o caminho pelo qual o Senhor, teu Deus, te guiou no deserto estes quarenta anos, para te humilhar, para te provar, para saber o que estava no teu coração, se guardarias ou não os seus mandamentos. Ele te humilhou, e te deixou ter fome, e te sustentou com o maná, que tu não conhecias, nem teus pais o conheciam, para te dar a entender que não só de pão viverá o homem, mas de tudo o que procede da boca do Senhor viverá o homem. Nunca envelheceu a tua veste sobre ti, nem se inchou o teu pé nestes quarenta anos.” Deus quer saber o que está em nosso coração por este motivo Ele quer que caminhemos nos seus caminhos e se nega a caminhar nos nossos, os nossos caminhos são caminhos que guerra e de ocultamento de nós mesmos. Ainda que os caminhos de Deus apresenta muitas dificuldades para nos provar o texto de Êxodo deixa algo muito impactante pois o Senhor estava junto com o povo nas suas dificuldades na coluna de fogo durante a noite e na coluna de nuvem durante o dia. É no caminho de Deus que aprendemos a conhecê-lo e é também onde nossas necessidades são supridas por Ele. Em nossa experiência hoje a coluna de fogo e a coluna de nuvem está no fato de Cristo habitar em nós através do Espírito Santo (João 14:16-17,26). Observando o Êxodo podemos ser animados e incentivados a desenvolver um relacionamento com Deus num grau muito mais profundo, sabendo que ainda que tenhamos dificuldades, o Senhor caminha conosco e nestas dificuldades podemos ver o milagre de Deus em nossa vida.

18 de mai de 2010

PALMADAS


No noticiário do Jornal hoje do dia 18.05 foi divulgada a notícia abaixo:


Congresso Nacional discute projeto que proíbe a aplicação de castigos físicos nos filhos, mesmo que a punição tenha caráter pedagógico.

Você pode ler e ver o vídeo dessa notícia no link a seguir:

http://g1.globo.com/jornal-hoje/noticia/2010/05/congresso-pode-proibir-palmada.html

O autor desse projeto está totalmente maluco e querendo que a violência cresça ainda mais em nosso país, pois essa situação de violência está diretamente ligada as leis e projetos de leis que estão impedindo que os pais possam exercer autoridade sobre os filhos. E esse projeto fere gravemente a Palavra de Deus que dá mandamentos claros com relação a disciplina das crianças para o bem delas, conforme os textos seguintes:

Provérbios 13:24 – O que retém a vara aborrece a seu filho, Mas o que o ama, cedo, o disciplina.

Provérbios 22:15 – A estultícia está ligada ao coração da criança, mas a vara da disciplina a afastará dela.

Provérbios 23:14 – Tu a fustigarás com a vara e livrará a sua alma do inferno.

Provérbios 26:3 – O açoite é para o cavalo, o freio, para o jumento, e a vara, para as costas dos insensatos.

Assim como estes textos existem outros que falam do mesmo assunto. Segundo a Palavra de Deus o autor ou autora deste projeto se enquadra dentro de Provérbios 26:3 , pois está demonstrando com este ato a insensatez. Deve-se aplicar a ele(a) a punição que este projeto dá, ou seja, consultar com um psicólogo ou psiquiatra. Se você é contra este projeto de lei manifeste-se, como diz o ditado popular “Quem cala consente” – MANIFESTE-SE!

30 de abr de 2010

JUSTIÇA SOCIAL

Em nenhum momento da história se falou ou se fez tanto em nome da Justiça Social como agora. Tratar sobre este assunto envolve uma gama de definições, mas, em geral se pensa que Justiça Social está relacionada somente a distribuição de renda segundo a necessidade de cada um, há ainda os que podem acrescentar a isto a Paz Mundial. Todas as definições sobre Justiça Social estão baseadas na relação ser humana X ser humano. Tratar a Justiça Social por esta base, enfrentará diversos problemas para poder fazer com que a Justiça Social seja realmente implementado. A base da qual a Justiça Social tenta ser concretizada está comprometida pela própria natureza humana. Ainda que muitos psicólogos e sociólogos defendam a tese que todo ser humano é intrinsecamente bom, não é isso que vemos na sociedade. O que comprovamos é que o ser humano é sim, uma pessoa com uma tendência natural para o mal. Daí resulta os fracassos dos Planos para se ter uma Justiça Social. A barreira do mal no homem se torna uma barreira para se implementar verdadeiramente uma Justiça Social. Para resolver este problema, que não é o desejo, nem a intenção e muito menos os planos, mas sim, a natureza do ser humano, precisa recorrer ao fato do surgimento da humanidade. Neste ponto, se utilizarmos os conceitos de Darwin, podemos como diz o ditado popular “Vamos enfiar a viola no saco e vamos embora”, porque temos nisto a casualidade no nascimento das coisas, se isto for verdade nos consolemos com esta palavra “Esperaremos que a casualidade gere uma Justiça Social” e nada que fizermos adiantaria. Mas, se utilizarmos o conceito bíblico do surgimento da humanidade, temos esperança, pois não será a casualidade, mas sim um Deus que na sua grande sabedoria e genialidade criou o ser humano. Se Deus criou o ser humano, Ele também poder modificar este mesmo ser segundo a sua vontade. Partindo desse pressuposto bíblico e nos voltando para o Gênesis, ou seja, o livro dos começos temos o seguinte relato de que Deus criou o homem a sua imagem e semelhança, homem e mulher os criou. Os criou sem nenhum mal em si, mas deu-lhes a capacidade para decidir sobre todas as coisas, tanto é que Deus delega a Adão o primeiro homem o dar o nome aos animais e a todas as coisas. Também está escrito que o homem tomou uma decisão errada, quando decidiu desobedecer a um simples mandamento de Deus, de não comer de uma determinada árvore, a árvore do conhecimento do bem e do mal. Esta decisão deixou o homem a sua própria sorte, e a partir deste fato vemos o fruto desta árvore em todas as coisas que o homem realiza. Para que se possa fazer a Justiça Social segundo a ótica divina há uma necessidade de se entender que Deus é o proprietário absoluto e original das terras (Salmo 24.1 e Deuteronômio 10.14), por isso, um título de propriedade para qualquer parte da terra não concede direito definitivo de posso aos proprietários humanos. Só neste aspecto já evitaríamos uma série de discussões. Não haveria a necessidade do MST, pois tudo já estaria estabelecido. A Bíblia traz princípios para o uso da terra, e também de propriedade. Deus criou Leis que tinham por finalidade criar e manter uma sociedade justa para todos os seus cidadãos, sem consideração de classe ou posição.




Trataremos um pouco mais sobre esse assunto em próximo artigo.

15 de abr de 2010

BANDEIRA DA LIBERTAÇÃO

O capitulo oito de Romanos podemos dizer que é a Bandeira da Libertação, pois esse capítulo tratar da declaração de diversas Libertações que temos em Cristo e que precisamos conhecer, mas conhecer num sentido muito mais amplo do que somente termos um entendimento mental. Conhecer segundo o profetizado por Oséias “ O meu povo está sendo destruído, porque lhe falta conhecimento.”


A Lei não tem direito

Pois bem, vamos começar a buscar um entendimento do capítulo oito, verso 1. Esse verso inicia com “agora pois” aqui nós temos uma conjunção causal ou seja essa conjunção liga o que irá ser dito com o que foi dito anteriormente. No capítulo sete mostra a libertação em Cristo da Lei e do Pecado, em função disso o verso continua dizendo “já nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus” somos libertos do julgamento pois a lei não tem mais poder sobre os que estão em Cristo conforme Romanos três versos dezenove e vinte “Ora, sabemos que todo o que a lei diz, aos que vivem na lei diz para que se cale toda boca, e todo mundo seja culpável perante Deus, visto que ninguém será justificado diante dele por obras da lei, em razão d que pela lei vem o pleno conhecimento do pecado”. A Obra de Cristo trouxe a lei do Espírito da vida a qual nos livrou da lei do pecado e da morte.

A Lei não pode nos condenar

Quando o Senhor Deus deu os mandamentos para seu povo essa lei tinha como objetivo salvar o povo se obedecessem a ela, mas a mesma lei que propiciava a salvação acabou condenando pelo simples fato do povo não ter condições de praticá-las. Em Cristo Deus providenciou um representante da humanidade para a obediência da Lei, nessa obediência Deus condenou na carne o pecado. Quando recebemos a obra relativamente à lei, por meio do corpo de Cristo, para pertencerdes a outro, a saber, aquele que ressuscitou dentre os mortos, para que frutifiquemos para Deus”.

A Lei não pode nos controlar

A lei não pode nos controlar, pois estamos mortos em Cristo e assim não mais cogitamos das coisas da carne, mas sim do Espírito. Aqueles que cogitam da carne pensam nas coisas da carne, não conseguem pensar nas coisas do Espírito, o homem carnal não pode entender as coisas de Deus e nem conseguem agradar a Deus. Nós não estamos na carne, mas no Espírito, se realmente o Espírito de Deus mora em nossos corações. Por somos controlado pelo Espírito, a lei do Espírito da vida está em nós, a lei perde seu poder, pois já pertencemos a outro Senhor ou seja, O Senhor Jesus Cristo. Este conhecimento revelado em nós faz-nos viver uma vida sem condenação.

12 de mar de 2010

DEUS O FEZ SENHOR E CRISTO

                                   Atos 2:36




Com estas palavras Pedro encerra o seu discurso. O povo que ouviu entendia muito bem as palavras proferidas por Pedro, nós é que temos muitas dificuldades para entendê-las. Precisamos compreender o real significado da palavra Senhor. Usa-se Senhor num sentido de respeito por pessoa mais velha ou que esteja em posição superior. Se recorremos ao dicionário o significado de Senhor é : Soberano. Soberano significa:

• Que exerce um poder supremo que está acima de tudo;

• Sem restrição nem neutralização.

No Velho Testamento temos algumas referencias a Deus como Soberano (Deuteronômio 4:39; I Crônicas 29:12; Salmo 135:6).

O nome Jeová quando da septuaginta foi traduzido pela palavra Kurios para o grego que quer dizer: Senhor.

Quando Pedro no texto acima usa as palavrasSenhor e Cristo, ele está reafirmando sua fala, porque Senhor explica Cristo pois expressam um só pensamento – O Governo Messianico de Jesus.

Quando nos referimos a Jesus como Senhor, estamos dizendo que Ele é Soberano sobre nossas vidas e que não há restrição para Ele e nem neutralização. Não estamos simplesmente o reconhecendo como mais velho ou que esteja em posição superior, mas, que Ele está acima de tudo, que exerce um poder que não pode ser neutralizado e que não há restrição. Quando o recebemos como Senhor e Salvador não há mais espaço para o EU, o eu é dominado pelo soberano, pelo supremo. Sendo assim podemos confiar que Ele está cuidando de nós, pois pertencemos a Ele e podemos usar as palavras de Paulo que está em Romanos 8:31-35 e 39 – “Que diremos,pois, à vista destas cousas? Se Deus é por nós, quem será contra nós? Aquele que não poupou o seu próprio Filho, antes, por todos nós o entregou, porventura, não nos dará graciosamente com ele todas as cousas? Quem intentará acusação contra os eleitos de Deus? É Deus quem os justifica. Quem nos condenará? É Cristo Jesus quem morreu ou, antes, quem ressuscitou, o qual está à direita de Deus e também intercede por nós. Quem nos separará do amor de Cristo? Será a tribulação, ou angústia, ou perseguição, ou fome, ou nudez, ou perigo, ou espada? ..... nem altura, nem profundidade, nem qualquer outra criatura poderá separar-nos do amor de Deus, que está em Cristo Jesus, nosso Senhor.”

Não nada, nem ninguém que poderá nos separar de Cristo, porque Ele é o Supremo que nos cuida, Ele está acima de qualquer coisa, não há nada acima dEle, que essa revelação possa fazer a diferença em nossas vidas e possamos viver uma vida cristã equilibrada e firme, sem oscilação, sem sermos agitados por todos os lados, mas, que estejamos firmados nesta revelação de quem é Jesus Cristo, pois Ele é Senhor (Supremo, soberamo).

1 de mar de 2010

O QUE É SER CRISTÃO?

Há hoje uma quase que uma doutrina do “cristianismo” ou “ser evangélico” como um relacionamento pessoal com Deus e não mais do que isso. Por isso ouvimos e vemos constantemente cristãos ou crentes dizendo que segue a Jesus ou a Deus sem precisar da igreja, de que a igreja é um atrapalho na vida deles, pois nela há muita coisa difíceis e complicadas, há muita inveja e tantas outras desculpas. Esquece-se de que o relacionamento primordial com Deus necessita de muitos relacionamentos secundários – são os relacionamentos que nosso Senhor Jesus Cristo estabeleceu entre nós e seu corpo, a Igreja. Esse ensino distorcido vem do fato de não haver uma compreensão clara do que é ser Cristão.


• Um Cristão é alguém que, antes e acima de tudo foi perdoado de seu pecado e reconciliado com Deus Pai, através de Jesus Cristo.

• Um Cristão é alguém que sabe que se tivesse que morrer hoje e comparecer diante de Deus, e Ele lhe perguntasse: Porque deve permitir que você entre na minha presença? Responderia: Por causa da Obra de Cristo na Cruz, que morreu por mim como substituto e pagou meu débito. A garantia de ser declaro justo em Cristo, o cristão é alguém que descobriu o começo da liberdade da escravidão ao pecado.

• O Cristão é alguém que, pela virtude de sua reconciliação com Deus, foi reconciliado com o povo de Deus. Mateus 22:34-40 – Jesus deixa dois mandamentos e esses dois mandamentos ardam juntos. O primeiro produz o segundo, e o segundo comprova o primeiro. Ser reconciliado com Deus por meio de Jesus Cristo significa ser reconciliado com todos aqueles que estão reconciliados com Deus (Efésios 2:14-16).

O Novo Testamento deixa muito claro que o cristão é alguém que não existe fora da comunhão da Igreja. A Igreja não é um lugar. É um povo – o povo de Deus em Cristo. Quando alguém se torna cristão ele se une a igreja porque isso é a expressão daquilo em que Cristo o tornou – membro de seu corpo. Assim sendo, estar unido com Cristo é estar unido com todos os cristãos.

Ser um verdadeiro cristão significa preocupar-se com a vida e saúde do corpo de Cristo, a Igreja, isto implica em não sermos omissos ou afastar-nos quando vemos algo errado no corpo e sair dizendo que não precisamos do corpo, a Igreja. Esta atitude é pior que a hipocrisia. Ser cristão é preocupar-se com o que a Igreja é e o que ela deveria ser, porque você cristão, pertence à Igreja. Devemos nos interessar pela igreja porque ela é o próprio corpo de nosso Senhor e Salvador.

Cristão você está preparado para o dia em que Deus o chamará a prestar contas da maneira como você amou e serviu a família da igreja, incluindo os seus líderes?

4 de jan de 2010

LANÇAMENTO

Acabo de Lançar meu livro FISSURA, deguste abaixo parte do capítulo 1.

                  CAPÍTULO 1



UMA EXPERIÊNCIA INACREDITÁVEL

Acordando sobressaltado Jabor, olha em


redor do seu quarto, pela janela entra a luz tênue


que deixa o aposento na penumbra conferindo-lhe


uma tonalidade prateada. Olhando como quem está


procurando algo, Jabor vê-se perturbado e, ainda


tomado pelo sono, procura fixar os olhos em todos


os cantos. Levanta-se, pois não consegue enxergar


bem, de pé fica petrificado quando vê um vulto


oculto pela sombra perto na porta. Seus pés negamse


a andar, seu coração dispara e os pelos do seu


corpo ficam rijos como que querendo saltar da pele,


mas em seguida é tomado por outro sentimento.


Após o susto, seu corpo começa a voltar ao normal,


deixando-o mais relaxado. Ele tenta soltar a voz


para travar um contato com o vulto, procurando


chamá-lo. Neste mesmo instante o vulto saiu às


pressas, passando pela parede. Jabor, ainda em


estado de excitação, acende a luz para ver se


encontra algo que identifique a figura enigmática


de momentos antes. Olha em todo o canto,


principalmente no local onde viu tal figura. De


repente observa, onde a parede forma um ângulo de


90 graus, um objeto esquisito a princípio, ele se


abaixa e com receio apanha. Indo mais próximo da


luz emitida pela lâmpada, então confirma-se, sim, é


realmente uma pena muito branca, tão branca e


suave, parecendo seda.
 
Adquira o seu exemplar clicando Aqui

PARCEIROS

Www.Goocrente.Com - Acesse o Maior Pesquisador Cristão da Atualidade! Milhares de Sites Evangélicos, Estudos Bíblicos, Variedades, Cifras, Pastores, Igrejas, Eventos, Portais, Revistas, Rádios e muito mais.


Busca na web
Aonde.com - outros serviços: Download, Jogos e BuscaUrl
Cadecristo.com.br - Portal GOSPEL do Brasil - Pesquisa e busca 
evangélica - Jesus Cristo através da Internet

REDE SOCIAIS

União de Blogueiros Evangélicos
Uêba - Os Melhores Links

ARTIGOS E TEXTOS

O ARTIGO - Publique seus artigos de graça para milhares de leitores!

PROPAGANDA

 Carteiro Xpress
 Envie e-mails com
 facilidade e segurança.

  © Blogger templates Inspiration by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP