Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

BEM VINDOS!

É imensa satisfação receber sua visita a este blog. Meu desejo é que os artigos postado possam edificar, consolar sua vida. Caso algum artigo lhe seja útil e queira usar fique a vontade para isso, pois tudo é feito para Honra e Glória do Senhor Jesus Cristo. Um pedido quero fazer, se você foi edificado, consolado indique este blog ao seu círculo de relacionamento. Minha oração ao Pai do Senhor Jesus Cristo é que Ele lhe abençoe imensamente, com todo sorte de Bençãos espirituais nos lugares celestiais.

Para Meditar

Em seu Emaill!

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

TRANSLATE

Pesquisar este blog

30 de out de 2010

CONFISSÃO E FÉ (1)

Quando se fala de Fé se tem um claro entendimento de que Fé é crer e que a confissão, declarar ou falar nada tem com Fé. A grande verdade da Bíblia é que a confissão e fé são faces da mesma moeda, conforme o versículo de II Coríntios 4:13 – “Tendo o mesmo espírito da fé, como está escrito: Eu cri; por isso, é que falei. Também nós cremos; por isso, também falamos,...”. Para reforçarmos esta verdade precisamos entender de que forma fomos salvos, segundo Romanos 10:9,10 – “Se, com a tua boca confessares Jesus como Senhor e, em teu coração, creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo. Porque com o coração se crê para a justiça e com a boca se confessa a respeito da salvação” aqui fica muito claro que para sermos salvo a primeira coisa a ser feita é confessar aquilo que cremos ou seja que Jesus é Senhor pela sua ressurreição dentre os mortos. Ora, se a confissão ocupa tal lugar em nossa salvação ela deve ocupar o mesmo lugar em nossa andar de fé. O cristianismo é muitas vezes chamado de nossa confissão (Hebreus 3:1; 4:14). Afinal o que vem a ser essa confissão? Não é a confissão de pecados, é a confissão do nosso lugar em Cristo, de nossos direitos legais, do que o Pai tem feitos por nós em Cristo e do que o Espírito Santo tem feitos em nós através da Palavra e do que ele é capaz de fazer através de nós. É nossa confissão aberta do que somos em Cristo, do que Cristo é em nós. Nossa fé está firmada na nossa confissão. Nós somos aquilo que cremos e confessamos e devemos confessar aquilo que Deus fala que somos, não o que vemos que somos, pois aquele que foi justificado tem se tornado justo e não anda por vista mas por fé ”Porque nele se descobre a justiça de Deus de fé em fé, como está escrito: Mas o justo viverá da fé – Romanos 1:17.

11 de out de 2010

A VIDEIRA E OS RAMOS

João 15:1-5 – “Eu sou a videira verdadeira,e meu Pai é o agricultor. Todo ramo que, estando em mim, não der fruto,ele o corta; e todo o que dá fruto limpa, para que produza mais fruto ainda. Vós já estais limpos pela palavra que vos tenho falado; permanecei em mim, e eu permanecerei em vós. Como não pode o ramo produzir fruto de si mesmo se não permanecer na videira, assim, nem vós o podeis dar, se não permanecerdes em mim. Eu sou a videira, vós, os ramos. Quem permanece em mim, e eu, nele, esse dá muito furto; porque sem mim nada podeis fazer.”
Olhando esse texto com simplicidade podemos observar que a videira verdadeira é o próprio Senhor Jesus, e Deus Pai é o agricultor. Ele Jesus é o tronco e nós somos os ramos,a função clara do ramos é o de dar fruto tanto é que o agricultor vem na videira ver os frutos. Os ramos que estão frutificando ele limpa e os ramos que não estão frutificando ele os , pois os ramos que não frutificam ocupam lugar na videira inutilmente, sendo cortado em seu lugar nasce outro ramos que produzirá frutos. A vontade de Deus para os ramos é que produzam frutos essa é também a função do ramos, ele existe para produzir fruto, se não produz fruto ele é inútil. Após isso, o Senhor Jesus diz os ramos já estão limpos pela palavra que Ele tem falado e mais que os ramos devem permanecer nEle e que Ele permanecerá nos ramos. Essa é uma relação muito importante entre o tronco e os ramos. Na seqüência Ele deixa isso muito claro quando diz: o ramo não pode produzir frutos de si mesmo se não permanecer na videira, pois a vida do ramo está no tronco da árvore por onde flui a vida, e essa vida é que gera o fruto, a vida da videira e não vida do ramo. Se nós como ramos nesta videira tentarmos produzir fruto sem a estarmos ligados ao tronco, por melhores que sejam os frutos como por exemplo: frutos de misericórdias (ajudar os necessitados com alimentos, roupas e outras obras sociais) são frutos carnais feitos com o esforço da carne ou seja são frutos carnais e que não são agradáveis a Deus. Todo fruto que o ramo produz é para Deus Pai que é o agricultor e não para Jesus a videira, o fruto é sempre para outro e nunca para nós mesmos. Aquele que desenvolve esse relacionamento de interdependência com Cristo, dá muito fruto, porque frutos que agradam a Deus só podem ser feitos através da vida de Cristo. Por isto é de máxima importância desenvolver essa interdependência com Cristo.

2 de out de 2010

O NOME no Plano da Salvação


No texto de Mateus 1:21 -23- “Ela dará a luz um filho e lhe porás o nome de Jesus, porque ele salvará o seu povo dos pecados deles. Ora, tudo isso aconteceu para que se cumprisse o que fora dito pelo Senhor por intermédio do profeta: Eis que a virgem conceberá e dará a luz um filho, e ele será chamado pelo nome Emanuel (que quer dizer: Deus conosco).” Aqui temo uma descrição do nome no plano da salvação e sua relação ao crente. Fica evidente que o nome de Jesus está conectado inseparavelmente com a salvação, pois na cultura judaica o nome estava ligado a um acontecimento que influenciaria a vida da pessoa. Jesus é o nome em grego; no hebraico é Messias e em português é Salvador. Por este motivo o nome de Jesus está ligado a salvação, pois foi para isso que Ele nasceu para realizar a obra de Salvação do Mundo, como diz no Evangelho de João capitulo 1 no verso 29 – No dia seguinte, viu João a Jesus, que vinha para ele, e disse: Eis o cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo!  Não outro nome através do qual o pecador possa se aproximar de Deus Pai, senão através do nome de Jesus – Atos 4:12. Este nome também exerce uma relação com o crente não somente na salvação, mas o nome Emanuel está ligado a Cristo vivendo no crente (Colossenses 1:27 – aos quais Deus quis dar a conhecer qual seja a riqueza da glória deste mistério entre os gentios, isto é, Cristo em vós,a esperança da glória;). É através deste nome que recebemos o Dom do Espírito Santo (Atos 2:38). Quando em Atos 2 os discípulos foram cheios do Espírito Santo, neste exato momento o nome Emanuel entra em ação. Nesta ação de ser cheio cumpre-se o que o Senhor Jesus disse: E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador, a fim de que esteja para sempre convosco, o Espírito da verdade, que o mundo não pode receber, porque não no vê, nem o conhece, vós o conheceis, porque ele habita convosco e estará em vós. João 16:14 – Ele me glorificará, porque há de receber do que é meu e vo-lo há de anunciar. Esta é a grande verdade acerca do nome de nosso Senhor Jesus Cristo na nossa Salvação e na nossa relação com Ele.

PARCEIROS

Www.Goocrente.Com - Acesse o Maior Pesquisador Cristão da Atualidade! Milhares de Sites Evangélicos, Estudos Bíblicos, Variedades, Cifras, Pastores, Igrejas, Eventos, Portais, Revistas, Rádios e muito mais.


Busca na web
Aonde.com - outros serviços: Download, Jogos e BuscaUrl
Cadecristo.com.br - Portal GOSPEL do Brasil - Pesquisa e busca 
evangélica - Jesus Cristo através da Internet

REDE SOCIAIS

União de Blogueiros Evangélicos
Uêba - Os Melhores Links

ARTIGOS E TEXTOS

O ARTIGO - Publique seus artigos de graça para milhares de leitores!

PROPAGANDA

 Carteiro Xpress
 Envie e-mails com
 facilidade e segurança.

  © Blogger templates Inspiration by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP