Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

BEM VINDOS!

É imensa satisfação receber sua visita a este blog. Meu desejo é que os artigos postado possam edificar, consolar sua vida. Caso algum artigo lhe seja útil e queira usar fique a vontade para isso, pois tudo é feito para Honra e Glória do Senhor Jesus Cristo. Um pedido quero fazer, se você foi edificado, consolado indique este blog ao seu círculo de relacionamento. Minha oração ao Pai do Senhor Jesus Cristo é que Ele lhe abençoe imensamente, com todo sorte de Bençãos espirituais nos lugares celestiais.

Para Meditar

Em seu Emaill!

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

TRANSLATE

Pesquisar este blog

16 de jan de 2015

ECONOMIA DIVINA

Vivemos uma era que quando falamos de dinheiro gera um certo constrangimento tanto para que fala quanto para aquele que ouve, por isso esse tema é urgente mas também é polêmico, tema este A contribuição material dos súditos de Cristo.
Este assunto parece que está ilhado, de um lado pela avareza que se instala no coração de muitos cristãos suprimindo assim o devolver o dízimo e as ofertas com alegria, dinheiro este que é usado para a manutenção e expansão do Reino de Deus. Quando devolvem seus dízimos e oferta se gabam ou murmuram.
Do outro lado temos Igrejas e pregadores que só falam de dinheiro, pregam mais sobre verba extorquindo assim o povo de Deus e falam muito pouco sobre o verbo de Deus.
Como membros da Igreja precisamos ter conhecimento bíblico sobre a contribuição financeira. Vamos olhar um pouco sobre as estatísticas bíblicas sobre o dinheiro. Os grandes pesquisadores bíblicos dizem que só no Antigo Testamento o assunto aparece cerca de 2950 vezes. No Novo Testamento 90 passagens falam sobre o dinheiro.
Alguns dizem que existem na Bíblia 3.225 referências às questões financeiras. Mais de 700 passagens das Escrituras referem-se ao conceito de riqueza, direta ou indireta.
Jesus Cristo falou sobre a administração de riquezas mais do que falou sobre o céu e inferno.
Após essa introdução vamos entrar no assunto propriamente dito.
Malaquias 3:10,11 – veja quem está falando! É Deus e não os homens. É um princípio divino e não humano, pois há benção e a repreensão do devorador.
O que Cristo fala sobre isso
Marcos 12:41-44 – na oferta da viúva pobre Cristo a exaltou pelo fato dela dar de todo o seu sustento é este o princípio que rege a avaliação da oferta. Foi a compreensão deste princípio que levou o Rei Davi a exclamar (2 Samuel 24:24) Não darei a Deus aquilo que não me custe nada. Foi este mesmo princípio que fez com que os discípulos agissem com desprendimento financeiro no início da Igreja (Atos 2:44,45; 4: 32.34-37).
Partindo do pressuposto de que somos propriedade do Senhor Jesus e Ele é o nosso Dono tudo o que temos e o que somos pertence ao Senhor ou seja 100 % e nisto está o nosso dinheiro. O princípio que deve reger nossa vida cristã e dentro desta vivência,  está nossa contribuição é o princípio do sacrifício ou o que nos custe algo.
Se é assim porque o Dízimo?
Os registros bíblicos mostram que o dízimo é antes da lei. O Dízimo é da ordem de Melquizedeque (Gênesis 14:18-20). A Ordem de Melquizedeque é composta de vinho e pão e Cristo quando estabeleceu a celebração da sua Obra Redentora deixou claro que essa celebração seja com o pão e o vinho, pois é segundo a ordem de Melquizedeque (Hebreus 7:1-4,8).
Cristo (Hebreus 7:17; Salmo 110:4; Hebreus 5:6,9,10). Trazer ou devolver os dízimos é honrar a Cristo, assim como Abraão honrou a Cristo dando o Dízimo a Melquizedeque.
Jesus deseja que nós cresçamos neste assunto e o ponto de partida é o dízimo até o dar sacrificial, como a viúva pobre que deus de todo o seu sustento. O dízimo seria o mínimo no Reino de Deus e Jesus disse que quem fosse fiel no mínimo seria fiel no A
O dar é um ato de fé
O dízimo é confiar na providência divina para o nosso sustento. Quando trazemos com alegria, adorando a Cristo, nosso sacerdote eterno, o dízimo será para nós benção e não avareza.
Quando e como trazer o Dízimo e ofertas
A primeira vez em que está registrado uma oferta ao Senhor está em Gênesis 4:3-4:
Caim trouxe uma oferta. Abel trouxe dos primogênitos das ovelhas e da gordura, ou seja de tudo o que tinha trouxe o primeiro. Provérbios 3:9 nos ordena a dar das primícias de toda a nossa renda. As primícias se tornam um princípio para Deus, um princípio de benção, pois Ele ordena que todo primogênito seja a Ele consagrado (Êxodo 13:2,12; 22:29; 34:26).
O princípio das primícias deixa claro que é assim que recebemos os frutos de nosso trabalho devermos trazê-los ao Senhor para honrá-lo. Quando o apóstolo Paulo dá instrução aos irmãos sobre a oferta a Igreja de Jerusalém ela diz que no primeiro dia da semana (I Coríntios 16:2), isto está em acordo com o princípio das primícias.
Resumindo
Devo honrar a Deus com meus bens e frutos do meu trabalho;
Honro-o com o dízimo de tudo;

Trago assim que recebo, não devo deixar para depois.
Postar um comentário

PARCEIROS

Www.Goocrente.Com - Acesse o Maior Pesquisador Cristão da Atualidade! Milhares de Sites Evangélicos, Estudos Bíblicos, Variedades, Cifras, Pastores, Igrejas, Eventos, Portais, Revistas, Rádios e muito mais.


Busca na web
Aonde.com - outros serviços: Download, Jogos e BuscaUrl
Cadecristo.com.br - Portal GOSPEL do Brasil - Pesquisa e busca 
evangélica - Jesus Cristo através da Internet

REDE SOCIAIS

União de Blogueiros Evangélicos
Uêba - Os Melhores Links

ARTIGOS E TEXTOS

O ARTIGO - Publique seus artigos de graça para milhares de leitores!

PROPAGANDA

 Carteiro Xpress
 Envie e-mails com
 facilidade e segurança.

  © Blogger templates Inspiration by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP