Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

BEM VINDOS!

É imensa satisfação receber sua visita a este blog. Meu desejo é que os artigos postado possam edificar, consolar sua vida. Caso algum artigo lhe seja útil e queira usar fique a vontade para isso, pois tudo é feito para Honra e Glória do Senhor Jesus Cristo. Um pedido quero fazer, se você foi edificado, consolado indique este blog ao seu círculo de relacionamento. Minha oração ao Pai do Senhor Jesus Cristo é que Ele lhe abençoe imensamente, com todo sorte de Bençãos espirituais nos lugares celestiais.

Para Meditar

Em seu Emaill!

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

TRANSLATE

Pesquisar este blog

20 de jul de 2015

IGREJA EM LAODICÉIA

Apocalipse 3:14-22
Para onde a igreja em Laodicéia aponta? Muitos são incapazes de responder esta pergunta. Alguns podem tentar tirar lições pessoais dela, outros podem toma-la como uma representação da situação de ruína da igreja em geral. Mas o Senhor está aqui profetizando.
            3:14 – “Ao anjo da igreja em Laodicéia escreve” – O nome dela é bastante peculiar. É uma combinação de duas palavras gregas: “Laos”, que significa “povo” ou “leigos”, e “dicea” que significa “opinião” ou “costume”. Logo, Laodicéia significa opinião ou costume do povo. Podemos ver claramente que a igreja tem falhado. O que vemos em Filadélfia é amor, o que vemos em Filadélfia são os irmãos. Mas aqui todas as coisas se tornam comuns. Se o povo de Deus não se mantém firme na posição de Filadélfia, eles irão mudar. Porém, eles nunca irão mudar retrocedendo para Sardes; ao contrário, se tornarão em Laodicéia. A que saiu de Roma (Tiatira) é o Protestantismo (Sardes), a que saiu do Protestantismo (Sardes) são os irmãos (Filadélfia). E a que sai dos irmãos se torna povo ou leigos (Laodicéia).
            Um dia quando os irmãos falharem em permanecer firmes na base da irmandade, eles cairão de adelphos (irmãos) para Laos (povo). Em Sardes a autoridade está nas mãos dos pastores. Em Filadélfia a autoridade está nas mãos dos irmãos. Agora em Laodicéia, não está nem com os irmãos, nem com os pastores, mas com o “Laos” (povo). Significa a opinião da maioria. No desejo das pessoas encontramos Laodicéia; na vontade de Deus, nós vemos Filadélfia.
            “Estas coisas diz o Amém, a testemunha fiel e verdadeira, o princípio da criação de Deus”. – Filadélfia e Laodicéia são similares na posição de igrejas. A diferença está no fato de que em Filadélfia há amor. Não há muita diferença na forma exterior; o que diferencia é que Laodicéia é a Filadélfia orgulhosa. Apenas Filadélfia em estado de queda pode se tornar Laodicéia. Serem ricos é o que caracteriza Filadélfia; se gabarem de serem ricos é a marca registrada de Laodicéia. A doença fatal de Laodicéia é o orgulho.
            O Senhor fala de si mesmo aqui como o Amém, a testemunha fiel e verdadeira, o princípio da criação de Deus. Todas as coisas que o Senhor mencionou encontrarão o cumprimento nEle, na verdade, tudo o que é de Deus irá se cumprir nEle. O Senhor veio a este mundo para testemunhar da obra de Deus. Ele é a cabeça sobre todas as coisas.
            3:17 – “Pois dizes: Estou rico e abastado, e não preciso de cousa alguma, e nem sabes que tu és infeliz, sim, miserável, pobre, cego e nu”. – Eles têm razão de terem orgulho no plano natural; mas as coisas espirituais deveriam impedir o orgulho. Logo que começa a ocorrer jactância, as coisas espirituais desaparecem. A palavra “infeliz” é a mesmo encontrada em Romanos 7:24: “Desventurado homem que sou!” O Senhor está dizendo: vocês são espiritualmente desventurados, infelizes, assim como o homem de Romanos 7. Aos olhos do Senhor eles são dignos de piedade. Há três razões para a infelicidade e miséria deles: eles são na realidade pobres, cegos e nus.
            3:18 – “Aconselho-te que de mim compres ouro refinado pelo fogo para te enriqueceres, vestiduras brancas para te vestires, a fim de que não seja manifesta a vergonha da tua nudez, e colírio para ungires os teus olhos, a fim de que vejas”. – A fim de lidarem com as três maldições acima, eles deverão comprar ouro, vestiduras brancas e colírio.
Aos olhos de Deus, riqueza em doutrina é de nenhum uso; consequentemente, são ainda pobres. O Senhor os exorta a comprar ouro refinado pelo fogo para que possam se tornar ricos. Na sua primeira epístola Pedro diz: “Para que o valor da vossa fé, uma vez confirmado, muito mais precioso do que o ouro perecível, mesmo apurado por fogo” (I Pe 1:7).
“Vestiduras Brancas” referem-se às obras e à conduta. A vontade de Deus é para que sejam imaculados como usando as vestiduras brancas, para que possam sempre andar diante dEle. O problema aqui não é se há uma vestidura para usar, mas se a vestidura é branca. “E quem der a beber ainda que sejam um copo de água fria a um destes pequeninos, por ser este meu discípulo”, diz o Senhor Jesus, “em verdade vos digo que de modo algum perderá o seu galardão” (Mt 10:42). Isto é a vestidura branca. O Senhor deseja que as pessoas façam as Suas obras com uma motivação bastante pura. Quantas das muitas atividades são realizadas com motivos impuros!
            Colírio fala-nos da revelação do Espírito Santo. Uma pessoa somente vê quando possui revelação do Espírito Santo. Muito entendimento sobre doutrina pode impedir a revelação do Espírito Santo. Quantos estão andando na luz de outras pessoas! Possamos aprender isto diante do Senhor: comprarmos colírio.
            3:19 – “Eu repreendo e disciplino a quanto amo. Sê, pois zeloso, e arrepende-te” – Tudo o que foi dito antes foram palavras de reprovação, mas o Senhor nos mostra agora que Ele repreende e disciplina porque Ele ama. Não apenas indivíduos necessitam de arrependimento, a igreja também deve se arrepender.
            3:20 – “Eis que estou à porta, e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e cearei com ele e ele comigo”. – O que é esta porta? Há duas possibilidades: uma é a porta do coração, a outra é a porta da igreja. Muitos usam este verso das Escrituras para pregar o evangelho. Nós certamente podemos pegar emprestado este verso para pregar o evangelho aos pecadores, mas não podemos ficar com ele emprestado para sempre sem retorná-lo para o seu próprio contexto. Estritamente falando, o Senhor está se referindo à porta da igreja. Quão estranho é que o Senhor, o Cabeça da igreja, está agora do lado de fora da porta dela. “Eis que estou à porta, e bato” – A palavra “eis” é endereçada para toda a igreja, mas a mensagem é falada de forma individual. A porta é a porta da igreja, mas ouvir a Sua voz e abrir a porta depende de cada um individualmente.
            Sabemos que essa verdade tem dois lados: o subjetivo e o objetivo, experiência versus verdade. O maior fracasso dos Irmãos foi dar ênfase exagerada à verdade objetiva. “Entrarei em sua casa, e cearei com ele e ele comigo”. – Isto indica que o Senhor tornará toda a verdade objetiva em experiências subjetivas.

            3:21 – “Ao vencedor, dar-lhe-ei sentar-se comigo no meu trono, assim como também eu venci, e me sentei com meu Pai no seu trono” – Muitas pessoas consideram esta como a melhor entre todas as promessas dadas aos vencedores das sete igrejas. Por que é prometida uma coisa tão nobre ao vencedor? Porque a era da igreja brevemente findará e o vencedor está aguardando o retorno do Senhor. Por esta razão, nós vemos o trono.
Postar um comentário

PARCEIROS

Www.Goocrente.Com - Acesse o Maior Pesquisador Cristão da Atualidade! Milhares de Sites Evangélicos, Estudos Bíblicos, Variedades, Cifras, Pastores, Igrejas, Eventos, Portais, Revistas, Rádios e muito mais.


Busca na web
Aonde.com - outros serviços: Download, Jogos e BuscaUrl
Cadecristo.com.br - Portal GOSPEL do Brasil - Pesquisa e busca 
evangélica - Jesus Cristo através da Internet

REDE SOCIAIS

União de Blogueiros Evangélicos
Uêba - Os Melhores Links

ARTIGOS E TEXTOS

O ARTIGO - Publique seus artigos de graça para milhares de leitores!

PROPAGANDA

 Carteiro Xpress
 Envie e-mails com
 facilidade e segurança.

  © Blogger templates Inspiration by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP