Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

BEM VINDOS!

É imensa satisfação receber sua visita a este blog. Meu desejo é que os artigos postado possam edificar, consolar sua vida. Caso algum artigo lhe seja útil e queira usar fique a vontade para isso, pois tudo é feito para Honra e Glória do Senhor Jesus Cristo. Um pedido quero fazer, se você foi edificado, consolado indique este blog ao seu círculo de relacionamento. Minha oração ao Pai do Senhor Jesus Cristo é que Ele lhe abençoe imensamente, com todo sorte de Bençãos espirituais nos lugares celestiais.

Para Meditar

Em seu Emaill!

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

TRANSLATE

Pesquisar este blog

28 de abr de 2011

RESSURREIÇÃO

João 5:25-27
No último domingo foi o dia em que o Senhor Jesus a mais de dois mil anos atrás ressuscitou, após morrer por nossos pecados. Essa ressurreição para nós tem um sentido, mas não para todos, tem um sentido muito além do que é propagado pela religiosidade humana. A ressurreição de Cristo tem para nós vida, conforme o texto de João 5, não é como é dito que é um renascimento para algo melhor, não, é vida, a vida que não tínhamos, pois estávamos mortos, nascemos mortos para Deus, Efésios 2:1; Colossenses 2:13.
Quando ouvimos a sua voz, ou seja, a Pregação da Palavra de Deus, recebemos vida e assim podermos andar diante de Deus vivos em Cristo Jesus. Se tivermos vida em Cristo há uma atitude que deve nortear a nossa vida que á a busca das coisas lá do alto (Colossenses 3:1). Buscamos as coisas lá do alto, porque lá é a nossa verdadeira pátria e é lá do alto que nós aguardamos o nosso Salvador (Filipenses 3:20).
Quando recebemos vida em Cristo, buscamos as coisas lá do alto e aguardamos o nosso Salvador, estamos qualificados para a ressurreição de nossos corpos mortais que acontecerá na segunda vinda de Cristo (Filipenses 3:21; Romanos 6:5; 2 Coríntios 4:14; I Tessalonicenses 4:16).
Este é o verdadeiro entendimento da ressurreição de Cristo é Vida e não renascimento, mesmo quando o Senhor Jesus voltar e formos transformados não renasceremos, mas a vida que está em nós atingirá todo o nosso corpo, transformando não renascendo.
Que possamos andar neste mundo segundo a vocação com que fomos chamados (Efésios 4:1; 5:2, 8; Colossenses 2:6; 2 Pedro 1:10).

18 de abr de 2011

OUTRA FACE DA MOEDA

Ainda estão em nossa memória os fatos ocorridos em uma Escola no Rio de Janeiro, quando lembramos ainda nos revoltamos com a violência ali ocorrida, os fatos ainda são notícias, isto repercutiu no mundo todo, e nos alarmamos e fica ainda mais instalada falta de segurança.
Pensando sobre todas as situações de insegurança, violência de todo gênero, o clamor pela Paz, o labirinto em que o ser humano está vivendo, cheios de surpresas em cada esquina, lembrei-me do mito do Dr. Fausto. Este mito diz que Dr. Fausto faz um pacto com o diabo de receber tudo o que ele desejasse por um período de tempo que ao final o diabo viria cobrar. Goethe escreveu o que intitulou de Fausto, neste melodrama Fausto vem a conhecer Mefisto que lhe apresenta o seu bem mais precioso, simbolizados nos cavalos que é a velocidade e Mefisto concede a Fausto confiar em si mesmo e auto-segurança. A partir daí começa toda uma situação de empreendimentos e conquistas, acompanhada de desventurança e outros problemas. Ao final Fausto esta sendo assombrado por demônios o qual os chama de: necessidade, pobreza, culpa e ansiedade. Em sua luta por livramento Fausto consegue expulsar os três primeiros, mas não consegue expulsar a quarta por ser mais vaga e profunda delas – a ansiedade e continua a persegui-lo.
Quando Goethe escreveu Fausta era o inicio da modernidade e toda a história fala do homem moderno fazendo pacto com Mefisto (diabo) para o desenvolvimento material, mas que traz em si problemas e demônios tais quais assombram Fausto. O mais interessante de tudo isso é que o quarto demônio que Fausto não pode expulsar não nada mais nada menos que a doença do século XX e XXI – a Ansiedade a qual é o início da depressão.
Um fato dessas proporções está registrado na Bíblia bem no seu início quando Deus criou o homem e este por ouvir a serpente desobedeceu a Deus, trazendo por esta desobediência o pecado e a morte e como conseqüência diária ele teria dores e labores. Seus descendentes herdariam esse novo modo de vida pecaminoso e por fim a morte. Até hoje é assim, nascemos, crescemos, vivemos em meio a coisas boas e ruins, participando e sendo espectadores de desastres, violência de todo gênero, insegurança e tantos outros males.
Quando somos assolados por qualquer delas que são conseqüência de nossos atos e decisões, assim como Adão empurrou a culpa para Eva e esta para serpente, estamos indagando “Onde está Deus neta hora?” Nos esquecemos que nós agimos e decidimos as coisas sem perguntar nada a Deus, mas desejamos que Ele nos salve e nos proteja das nossas tolices.
Este mundo está condenado, como diz em I João 5:18b – e que o mundo inteiro jaz no Maligno, não há solução para ele. A resposta de Salvação deste mundo maligno está apresentada no Evangelho de João 3 versos 16,17 – Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. Porquanto Deus enviou seu Filho ao mundo, não para que julgasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele. Há uma necessidade de entendermos algo muito importante senão não receberemos essa palavra de forma certa. Quando fala que Deus amou o mundo aqui são as pessoas que estão no mundo (terra) e no verso 17 fala que Deus enviou seu Filho ao mundo aquis são as coisas criadas (terra, arvores, etc.) e quando diz não para que julgasse o mundo aqui são novamente as pessoas.
O Senhor Jesus veio para Salvar a todos os que o recebem e dar a vida eterna, para que isso possa acontecer são necessárias duas coisas básicas – arrependimento que é o reconhecimento que sou pecador e o recebimento do dom de Cristo que é Ele mesmo em nosso coração.

7 de abr de 2011

O QUE ESTÁ ACONTECENDO AO POVO DE DEUS?

Na edição nº 32 da revista Igreja na capa traz o seguinte título “Geração de Decepcionados – cresce o número de membros que abandonam igrejas para viver a fé em pequenos grupos”. Quando da leitura da matéria a primeira coisa que passa em nosso coração é “será que realmente são povo de Deus?”, é povo sim! Tenho para mim que é o momento para que os líderes da Igreja pararem para pensar e avaliar o estado do povo, o porquê estas coisas estão acontecendo. Há uma necessidade de entendermos o que se passa na sociedade, qual o seu caminho e o que estão pensando. É necessário essa avaliação social, pois a grande maioria dos desigrejados como é a tônica da matéria estão na faixa até quarenta anos, são pessoas cultas, na grande maioria com curso superior. Sabemos que todas as teorias sociais são disseminadas nas salas de aulas das universidades, são delas que nasce todo movimento social, pois os pensadores sociais são professores nelas. Na referida matéria nota-se que a igreja que está sentindo isso são as tradicionais, pois na neopentecostal ou como diz Charles Colson em seu livro A Fé em tempos pós-modernos a igreja emergente. A História é testemunha tanto no mundo como na igreja quando das transformações sofridas na passagem da pré-modernidade para a modernidade com o advento do iluminismo, muito dos conceitos iluministas entram na igreja e inclusive na interpretação bíblica que se deixou a revelação pela razão, as igrejas tradicionais estão impregnadas disso que gera uma angustia e um desejo de seus membros mais novos em algo a mais e que não é possível ali. As neopentecostais adentraram aos pós-modernos que aglutinam um grande parte, mas que também fica um vazio, pois não a nada concreto para que se possa firma e direcionar a vida cristã, visto hoje termos um volume grande de escândalos envolvendo Pastores e membros de igrejas. Hoje há uma necessidade dos que se dizem cristãos expressarem Cristo, ouvimos falar de Cristo, ouvimos seus ensinos, mas pouco se vê de vida de Cristo. Quem hoje nega a si mesmo e toma a sua cruz? O que ouvimos dos que se dizem filhos de Deus são palavras do tipo: é meu direito, eu tenho privacidade, na minha vida sou eu quem manda e, assim muitas outras palavras que mostram que a cruz de Cristo está longe. Como diz o apóstolo Paulo “são inimigos da cruz de Cristo” (Filipenses 3:18), muitos destes estão agindo assim por engano. A sociedade hoje é uma sociedade hedonista, visto que o programa de maior audiência é um tal Big Brother que nada mais é que um show de idiotices, besteirol e prostituição sendo veiculado em horário nobre em que muitos cristãos sentam em frente ao televisor para assistir a esse tipo de espetáculo que é condenado pela Palavra de Deus. Hoje temos uma sociedade voltada para o nada. Os conceitos pós-modernistas estão na mente dos membros universitários que acabam utilizando disso que são conceitos sociais secular para a igreja e seus ensinos. O cristianismo está novamente em frente a um novo movimento que tenta acabar com o cristianismo bíblico para um cristianismo ligth um cristianismo sem sal. Precisamos buscar em Deus como enfrentar essa onda no seio da igreja.

2 de abr de 2011

A CARTOLA DO MÁGICO


Todo mágico que se preze tem uma cartola, este elemento é indispensável, pois é através dele que muitas coisas são tiradas do nada, a mais comum é um coelho. Pensando por ângulo mágico me vem a mente que o cristianismo institucionalizado conseguiu tirar coelho e ovos e acrescentá-los a Páscoa. A Palavra de Deus apresenta duas páscoas: uma dos judeus e a outro do cristianismo. As duas têm algo em comum e muitas outras coisas são alegorias. Hoje os símbolos da páscoa são: coelho, ovos, quão diferentes são os símbolos da verdadeira páscoa! Inicio este estudo respondendo a uma pergunta que sempre é feita: O que é Páscoa? Para alguns páscoa é um tempo de ganhar coelhinho e ovos de chocolate, para o comércio é um tempo de vendas, e assim cada um tem a sua resposta. A Páscoa surgiu quando o povo de Deus (judeus) habitava como escravo o Egito, ainda que quando foram para lá eram apenas 70 pessoas que compunham a família de Jacó(1) . Muitos anos (430)(2) , se passaram até que o povo multiplicou mais do os Egípcios(3)que os fizeram por escravos. O povo clamava por libertação até que Deus levanta Moisés como libertador. Após, libertos, isto depois de dez pragas que Deus envia ao Egito. A Páscoa surge antes da décima praga que era a morte dos primogênitos, para proteger o seu Povo Deus institui a páscoa. O ponto central da páscoa era o cordeiro e seu sangue. O cordeiro seria morto eles comeriam o carne e o sangue era passado nos umbrais da porta, para que quando o amjo da morte passasse, ele veria o sangue que era o sinal de que havia morte naquela casa. Os moradores daquela casa seriam salvos pela morte e pelo sangue do cordeiro(4) . Com a morte do primogênito de Faraó, ele liberta o povo. O povo que saiu do Egito era composto de seiscentos mil só de homens, sem contar mulheres e crianças que totalizaria por volta de dois milhões de pessoas(5) . Os símbolos que temos nesta páscoa são: o cordeiro, o sangue. A partir deste evento Deus ordena ao povo de Israel que celebre a pasço todos os anos na mesma data. Esta páscoa é uma figura do que deveria ser no futuro, ainda que para aquele povo fosse uma experiência real, mas mostrava o que Deus faria por todo o mundo. No tempo determinado por Deus, Ele enviou o verdadeiro cordeiro pascal, que foi conhecido e proclamado por João Batista(6) . Jesus o verdadeiro cordeiro pascal que foi imolado na cruz, verteu o seu sangue para salvar os homens dos seus pecados(7), o próprio Jesus diz que veio salvar e não condenar(8). Jesus desejava como a páscoa com seus discípulos, pois esta seria a última páscoa a ser celebrada e após ela aconteceria à morte do verdadeiro cordeiro pascal, morte está efetuada uma única vez, mas com um efeito eterno(9). No Calvário o cordeiro pascal é crucificado e morto, seu sangue foi derramado por todos os homens(10), Jesus morre na páscoa, porque Ele era o cordeiro pascal que tira o pecado do mundo. Após três dias Jesus ressuscita e é elevado aos céus e assenta a direita do Pai(11). Aí se cumpre a verdadeira páscoa, não mais havendo necessidade de celebrarmos a páscoa, o que Jesus deixou para celebrarmos é a Ceia do Senhor que Ele instituiu(12). Esta é a verdadeira Páscoa. E a páscoa que hoje é comemorada o que é? São coisas dos mágicos e suas cartolas.

1 Gênesis 46:27
2 Êxodo 12:40
3 Êxodo 1:1 ao14
4 Êxodo 12:1 ao 36
5 Êxodo 12:37
6 Evangelho de João 1:35
7 Evangelho de Mateus 1:21
8 Evangelho de João 3:16 ao 21
9 Evangelho de Lucas 22:14 ao 18
10 Evangelho de Lucas 23:44 ao 49
11 Evangelho de Lucas 24:1 ao 12, 50 ao 53
12 Evangelho de Mateus 26:26 10 30

PARCEIROS

Www.Goocrente.Com - Acesse o Maior Pesquisador Cristão da Atualidade! Milhares de Sites Evangélicos, Estudos Bíblicos, Variedades, Cifras, Pastores, Igrejas, Eventos, Portais, Revistas, Rádios e muito mais.


Busca na web
Aonde.com - outros serviços: Download, Jogos e BuscaUrl
Cadecristo.com.br - Portal GOSPEL do Brasil - Pesquisa e busca 
evangélica - Jesus Cristo através da Internet

REDE SOCIAIS

União de Blogueiros Evangélicos
Uêba - Os Melhores Links

ARTIGOS E TEXTOS

O ARTIGO - Publique seus artigos de graça para milhares de leitores!

PROPAGANDA

 Carteiro Xpress
 Envie e-mails com
 facilidade e segurança.

  © Blogger templates Inspiration by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP