Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

BEM VINDOS!

É imensa satisfação receber sua visita a este blog. Meu desejo é que os artigos postado possam edificar, consolar sua vida. Caso algum artigo lhe seja útil e queira usar fique a vontade para isso, pois tudo é feito para Honra e Glória do Senhor Jesus Cristo. Um pedido quero fazer, se você foi edificado, consolado indique este blog ao seu círculo de relacionamento. Minha oração ao Pai do Senhor Jesus Cristo é que Ele lhe abençoe imensamente, com todo sorte de Bençãos espirituais nos lugares celestiais.

Para Meditar

Em seu Emaill!

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

TRANSLATE

Pesquisar este blog

22 de jan de 2009

UMA CHAVE


No Novo Testamente existem algumas palavras que são muito importantes para podermos compreender com mais profundidade e sabedoria os ensinos nele constante. Uma destas palavras é Eclésia ou Ekkl­esia, que significa Igreja, sendo uma das mais importantes no Novo Testamento.
Assim como tantas outras palavras essa tem um pano de fundo histórico duplo. É de suma necessidade de estudarmos a palavra Igreja, pois essa palavra durante os séculos tem sido interpretada e ensinada o seu significado de forma errada. Sempre que se fala sobre a Igreja tem-se claro na mente uma construção, mas não é essa a idéia e nem o sentido da palavra Igreja.
(i) Ekklesia foi usada originalmente na Grécia. A Ekklesia era a assembléia convocada do povo. Consistia em todos os cidadãos da cidade que não tinham perdido seus direitos civis. Tinha um poder ilimitado para todos os efeitos e suas decisões deviam conformar-se com as leis do Estado. Elegia e demitia magistrados e dirigia a política da cidade. Era responsável pela maneira de conduzir todas as operações militares e obter e designar verbas. Essa ekklesia tinha duas coisas muito interessante de se notar. Primeiro, todas as reuniões começavam com orações e sacrifícios. Em segundo seu lema eram: “igualdade” e “liberdade”. Nessa assembléia todos tinham o mesmo dever e o mesmo direito de participar. Havendo um processo (ostracismo ou banimento) contra qualquer cidadão era trazido a essa assembléia que devia ter pelo menos 6.000 cidadãos presentes. Os Romanos simplesmente copiaram o sistema e transliteraram por Ecclesia. Tanto para Gregos como para Romanos, a palavra era familiar no sentido de uma assembléia convocada. Usando esse raciocínio temos que a Igreja é a assembléia de Deus, que foi convocada pelo próprio Deus.
(ii) Ekklesia tem um pano de fundo Hebraico. A palavra hebraica gahal que vem de uma raiz que significa “conclamar”. Essa palavra é usada regularmente para “assembléia” ou “congregação”. Na septuaginta ocorre em torno de 70 vezes. No sentido hebraico quer dizer: o povo de Deus conclamado por Ele, a fim de escutar a Deus ou de agir por Ele. Assim tanto a palavra Grega como a Hebraica, colocam toda a ênfase na ação de Deus.
É muito importante notarmos que o Senhor Jesus Cristo não veio pregando a Igreja e nem fazendo membros para a Igreja, muito menos sugerindo que a Igreja é o melhor lugar para se estar. Ele veio pregando o Reino de Deus, todos os que se tornam cidadãos do Reino de Deus são (como temos entendido os significados de ecclesia ou gahal) conclamados (hebraico) chamados a assembléia (grego) e será por Ele edificada (Mateus 16:18) a Igreja agora tem poder ilimitado e suas decisões devem conformar-se as leis do Reino de Deus. No caso de um processo contra um cidadão do Reino há um procedimento pelo qual deve passar tal cidadão, conforme Mateus 18:15-17 – se o irmão (cidadão do Reino) pecar deve ser conversado em particular com ele, se ouvir, caso encerrado. Mas, se não ouvir levar uma ou duas pessoas como testemunhas para confirmar toda a palavra, se não resolver, deve-se trazer a Igreja e se não aceitar a exortação da Igreja considera-se gentio e publicano, ou seja, é tirado todo o direito de cidadão do Reino, esse cidadão então é banido do Reino. Em Atos 11:22, temos aqui uma situação em que a Igreja toma uma ação de envio de mensageiros. No capítulo 14:23 – a Igreja elege presbíteros, que pastoreará a Igreja (Atos 20:28). Quando a Igreja reunião há também dois fatos importantes: orações e sacrifícios (Romanos 12:1), sem segundo em Cristo toda a ecclesia tem liberdade (Lucas 4:18; 2 Corintios 3:17) e Igualdade (Atos 10:34; Romanos 2:11).

O pensamento central do Senhor Jesus com relação à Igreja não está na sua micro referência, mas sim na macro referência como disso o Senhor: “Eu edificarei a minha Igreja e as portas do inferno não prevalecerão contra ela.” Nesta citação Jesus está preso a idéia da Igreja no âmbito universal e não local. A Igreja é o todo universal, por este motivo não podemos pensar na Igreja como uma pequena congregação. Diante deste fato a denominação pode até ser considerada como uma heresia, pois distorce todo o sentido de Igreja dado por Jesus. Em síntese, a Igreja, é um grupo de pessoas que se reúnem através do chamado de Deus para escutarem a voz de Deus.
No Novo testamento, podemos observar a Igreja em sua Macro e Micro expressão.
1ª – A Igreja Universal – que é a reunião de todos os crentes que estão no mundo (I Co. 10.32; 12.28; Fil. 3.6).
2ª – A Igreja Local - é a reunião de todos os crentes dentro de uma área geográfica específica, como é apresentada em Rom.16.1; I Co.1.2; Gal. 1.2.
3ª – A Igreja em qualquer local – é a reunião propriamente dita dos crentes em qualquer local, que se reúne para o culto – (casas, rua, praça, e outros locais sejam públicos ou privados – I Co. 11.18; 14.19,23).
Segundo as Escrituras Sagradas a Igreja era conhecida pelo nome de Igreja, não havia denominação, sendo assim quando uma pessoa saia da cidade X para a cidade Y ela procuraria a Igreja se identificaria e já estaria livre para reunir, sem muitas complicações. No final de primeiro século e segundo século a Igreja já caminhava para um desvio dos ensinos de Cristo. O apóstolo João último remanescente dos Apóstolos escreve o evangelho que leva o seu nome e as três epistolas a Igreja já se encontrava neste desvio especialmente já delineando o papado que hoje vemos, conforme 3 João verso 9, temos aqui um tal Diótrefes que entre os presbíteros gostava de ser o maior. Com a ascensão de Constantino ao Poder a Igreja é reconhecida oficialmente por volta do ano 323 d.C.. Deste período em diante muitas coisas aconteceram então a Igreja que até então não tinha uma denominação começou a relacionar as Igrejas com a cidade de Roma, pois o bispo romano começou a ter a primazia sobre todos os bispos (para um esclarecimento maior sugiro estudar a História da Igreja, onde todos esses fatos estarão muito claros).
A Igreja é o macro universal do qual a micro (pequena congregação local) faz parte, o mais importante não é o fato de fazermos parte de determinada micro Igreja, mas ser membro da (macro) Igreja de Deus.
Se quisermos ver e fizer parte da Unidade da Igreja, pois hoje temos inúmeras Igrejas, isso tem nos distanciado da concepção de Igreja dada pelo nosso Senhor Jesus Cristo, precisamos olhar para a (macro) Igreja Universal e não para a nossa (micro) Igreja e muito menos reverenciar a nossa denominação, pois este último não faz parte do plano original de Deus e sim são conceitos de homens, quando assim agirmos certamente Deus terá um campo fértil para gerar a Unidade da Igreja.
Postar um comentário

PARCEIROS

Www.Goocrente.Com - Acesse o Maior Pesquisador Cristão da Atualidade! Milhares de Sites Evangélicos, Estudos Bíblicos, Variedades, Cifras, Pastores, Igrejas, Eventos, Portais, Revistas, Rádios e muito mais.


Busca na web
Aonde.com - outros serviços: Download, Jogos e BuscaUrl
Cadecristo.com.br - Portal GOSPEL do Brasil - Pesquisa e busca 
evangélica - Jesus Cristo através da Internet

REDE SOCIAIS

União de Blogueiros Evangélicos
Uêba - Os Melhores Links

ARTIGOS E TEXTOS

O ARTIGO - Publique seus artigos de graça para milhares de leitores!

PROPAGANDA

 Carteiro Xpress
 Envie e-mails com
 facilidade e segurança.

  © Blogger templates Inspiration by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP